A infância está acabando?

Ao lembrar da infância, bate aquela nostalgia, não é mesmo? Mesmo para quem teve uma infância mais sofrida ou um pouco mais difícil, terá algumas lembranças muito boas do tempo em que era criança. As brincadeiras, poder comer algo e se lambuzar, ter apenas as dores dos joelhos ralados ou do “não” dos pais, das descobertas, dos desenhos animados, da inocência, da pureza, enfim, a maioria de nós vivemos uma infância muito boa. E a minha preocupação e angústia é ver que as crianças de hoje em dia estão perdendo isso, estão amadurecendo muito rápido, acham as coisas de crianças, “bobas”, perdendo a inocência. Quando faço a comparação da minha infância e da infância do meu irmão, vejo o quanto ele perdeu mais do que, mesmo eu tendo perdido meu pai com 10 anos (na infância), pois quando a criança perde a pureza, a inocência, ela perde tudo.

Poderíamos dizer e apontar vários culpados por isso, a sociedade, pois com a crise e as mudanças no país, os pais precisam ficar mais tempo fora de casa, precisam trabalhar mais para dar uma vida melhor aos seus filhos e com isso, as crianças ficam com outras pessoas, babás, creches, e claro, nos dias de folga, é necessário descansar, então não dá para dar a atenção devida aos filhos. A sociedade obrigada o amadurecimento precoce das crianças, você não vê as bonecas como são, todas maquiadas, com vestidos de “noite” (saudades daqueles ‘bebezões”), e as celebridades (Youtubers, blogueiras, influências digitais, artistas)? As crianças se inspiram e querem se vestir iguais, querem falar iguais, isso causa o amadurecimento rápido demais. E junto com a sociedade, outra culpada fortíssima, é a tecnologia, claro, as crianças desde novas já são viciadas em tablets, celulares, o Youtube faz mais companhia as crianças do que os próprios pais, um dos presentes mais pedidos por uma criança é o smartphone, e os jogos feitos para crianças? Eles são matadores dessa infância, só jogos de violência, jogos que ensinam a roubar, jogos que ensinam a fazer o mal. Eles são os verdadeiros culpados por nossas crianças estarem perdendo a infância, junto com o governo que rouba o dinheiro da educação e outros inúmeros culpados. Será mesmo? Será que esses que eu acabei de citar são os verdadeiros culpados? Esse ano completei 4 anos que estou casada e eu não queria ser mãe, não porquê eu apenas não queria, mas porquê eu tinha um medo absurdo de não ser uma boa mãe, dos meus filhos viverem tudo isso que a maioria das crianças estão vivendo, eu não queria isso para eles e só adiava esse sonho, até que eu fui confrontada de uma forma muito dura, e percebi que realmente, eu não precisava ser assim, eu não precisava agir como algumas mães e meu marido não precisava agir como alguns pais, então eu perdi esse medo, e estamos planejando ter um filho esse ano. Mas onde quero chegar? A culpa disso tudo é dos pais, são vocês que determinam até onde a sociedade, tecnologia, governo, frustrações, vão interferir na vida de seus filhos, na educação deles, na infância deles.

O Dr. Justin Coulson, autor do livro What your child needs from you: Creating a connected Family [O que seu filho precisa obter de você: Criando uma família integrada] diz:  “Os pais têm se mostrado distantes, e ausentes na vida de seus filhos”. “Estão ocupados demais, e abarrotados de compromissos. Nos fins de semana, tudo o que querem é dormir até mais tarde, enquanto os filhos assistem à tv. Ou então se dedicam às tarefas domésticas. Mas onde foi parar o convívio com nossos filhos?”. E eu concordo, completamente com ele. Eu sei que é super fácil falar, já que não sou mãe ainda, mas precisamos despertar e perceber o que estamos fazendo com as crianças, vamos parar de procurar culpados e vamos assumir as responsabilidades, tomando decisões drásticas. Vamos deixar as crianças serem crianças, compre roupas de criança para seus filhos, compre brinquedos de criança, tire um pouco seus filhos de frente da Tv, do computador, do Smartphone (já somos afetados demais com isso, as crianças não precisam também). Mas acima de tudo, brinque com seus filhos, role no chão, jogue bola com eles, conte histórias infantis, brinque com tintas, ative a criatividade deles, assista desenhos ao lado deles, deixem eles fazerem suas próprias descobertas. Tem muitos pais, que querem privar seus filhos de um monte de coisas, por medo de se machucarem, de ficarem doentes e etc…vocês estão vivos, certo? Então, deixem eles fazerem as descobertas deles. Eu tive essa infância e quero que meus filhos também tenham. Não tirem o que as crianças tem de mais importante, a infância. Um dia eles vão crescer, com o passar do tempo eles vão amadurecer, então, pra quê apressar isso?

“Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu. Tempo de nascer e tempo de morrer.” (Eclesiastes 3:1 e 2a)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s